Gargarejo para garganta inflamada

Tempo de leitura: 4 minutos

Gargarejo para garganta inflamada: 6 receitas de gargarejo para curar sua garganta inflamada

Garganta raspando, dor, dificuldade para engolir e, consequentemente, se alimentar, tosse seca, sensação de fraqueza e até febre. Você pode estar com a garganta inflamada, indicativo de alguma amigdalite ou gripe. Esse problema tão comum, especialmente no inverno, pode ser resolvido com gargarejos que amenizam os efeitos da garganta inflamada.

As causas mais comuns para a garganta inflamada são infecções por vírus, mas também é possível que as infecções sejam por bactérias. Entre elas temos:

  • Gripe: ou mesmo o resfriado, que são as formas mais comuns de infecção viral;
  • Laringite: inflamação nas cordas vocais também é causada por vírus e seus sintomas são voz rouca e tosse;
  • Faringite: inflamação parece estar atrás da língua, muita dor para falar ou engolir. Caso seja bacteriana, é comum também apresentar pus na área afetada;
  • Amigdalite: inflação nas amígdalas por vírus indicam vermelhidão, inchaço ou secreções na garganta. Caso seja bacteriana, a infecção pode apresentar pus e também adenoidite;
  • Faringoamidgalite: infecção ao mesmo tempo nas amígdalas e na faringe.

Gargarejos caseiros ajudam a combater inflamação

Para combater a garganta inflamada existem algumas receitas de gargarejos caseiras que podem atuar de forma eficiente no complemento ao tratamento do problema. Os gargarejos vão procurar remover microrganismos, diminuir a inflamação e aliviar a dor na garganta.

Por exemplo, os gargarejos para garganta inflamada com água e sal, bicarbonato de sódio, água oxigenada e vinagre atuam como bactericidas, antimicróbios e desinfetantes, auxiliando na remoção de microrganismos que estejam causando a inflamação.

No caso do gargarejo de arnica, suas propriedades anti-inflamatórias ajudarão a amenizar a inflamação na garganta. Já o gargarejo de camomila possui propriedades calmantes, aliviando o desconforto da garganta. Uma dica: eles devem ser feitos ao menos três vezes por dia enquanto os sintomas persistirem.

Receitas de gargarejo para garganta inflamada

1. Gargarejo com água e sal

Coloque uma colher de sopa de sal em um copo de água morna e mexa bem até que o sal desapareça. Depois disso, ponha um grande gole da solução na boa e gargareje o máximo de tempo que você conseguir. Cuspa a água na sequência e repita o gargarejo mais duas vezes.

2. Gargarejo com água oxigenada

Adicione duas colheres de sopa de água oxigenada 10 volumes para um copo de água. Misture bem até diluir tudo. Dê um gole e faça o gargarejo o quanto conseguir, até cuspir o conteúdo. Repita o procedimento mais duas vezes.

3. Gargarejo com bicarbonato de sódio

Coloque uma colher de chá de bicarbonato de sódio em uma xícara de água morna e mexa bastante até o bicarbonato sumir. Ponha um gole na boca e faça o gargarejo o máximo de tempo que der. Cuspa e faça novamente mais duas vezes.

4. Gargarejo com vinagre

Misture quatro colheres de sopa de vinagre com a mesma medida de água. Faça o gargarejo durante o máximo de tempo que se conseguir, cuspa a solução e repita o procedimento.

5. Gargarejo com camomila

Em uma xícara de água fervente coloque duas colheres de chá de folhas e flores de camomila. Mantenha o líquido em um recipiente coberto por 10 minutos. Coe, faça o gargarejo e cuspa o chá. Repita o procedimento mais duas vezes na sequência. Recomenda-se que seja feito um novo chá sempre que for realziar o gargarejo.

6. Gargarejo com arnica

Adicione uma colher de chá de folhas secas de arnica em uma xícara de água fervendo. Cubra e deixe descansar por cerca de 10 minutos. Na sequência, coe e faça o gargarejo. Repita mais duas vezes.

Outras formas de tratamento

É importante assinalar que, caso a inflamação e as dores não diminuam com a realização dos gargarejos, é provável que a inflamação contenha pus, o que vai exigir que você tome medicamentos anti-inflamatórios e antibióticos para resolver o problema.

Neste caso, você deverá procurar um médico, que poderá avaliar o estado de sua garganta e indicar o melhor tratamento. É fundamental que você siga todas as recomendações do seu médico e não se automedique. E se estiver tomando algum remédio indicado pelo especialista, tome as doses indicadas e não interrompa o tratamento, pois isso poderá fazer com que o problema volte ainda pior.